BEM VINDO A TODOS!

sábado, 28 de setembro de 2013

A INTEGRIDADE DO CARÁTER CRISTÃO


ASSEMBLÉIA DE DEUS
MINISTÉRIO ESTUDANDO A PALAVRA
Orientadora Pastora Maria Valda


Aluna Dulcinete Araújo Ferreira

              A INTEGRIDADE DO CARÁTER CRISTÃO           


Introdução: - A palavra “caráter” vem do grego e significa, literalmente, marca, sinal gravado, traço distintivo. Em relação ao cristão, diz respeito ao progresso espiritual do crente, na busca constante de transformação, tendo Cristo como maior exemplo a ser imitado (I Co. 4.16; 11.1; Ef. 5.1; Fp. 3.17; I Ts. 2.14; Hb. 6.12). Devemos lembrar que, nos tempos antigos, quando Deus se revelou a Abraão, exigiu, não menos que Ele andasse em Sua presença e que fosse perfeito (Gn. 17.1). Portanto, o alvo do crente não é outro, senão a perfeição absoluta, a qual somente se encontra em Deus. É claro que Deus responderá com graça ao longo da caminhada (II Co. 12.9), mas não admitirá que desistamos de buscar o padrão perfeito que exige de cada um de nós, para que venhamos, ao final, nos identificar com sua natureza em santidade (II Pe. 1.4).


O CARÁTER CRISTÃO – FORMAÇÃO, INFLUÊNCIAS E VIRTUDES

Assim como o caráter de cada indivíduo é formado desde o berço, nosso caráter cristão também passa a ser moldado desde o primeiro passo de nossa caminhada com Cristo (Jo 1.12; 3.3). Os valores do Reino de Deus passam a ser impressos em nós, para que verdadeiramente possamos ser seguidores de Jesus Cristo genuinamente.

Deus usa de muitos meios e formas para que o caráter de seus filhos seja formado, mas sem dúvida alguma, o principal fator de influência é o agir da Palavra dEle na vida de cada um, bem como o consolo e direção que o Espírito Santo dá aos Seus (Ef 1.13). Afinal, o que pode ser considerado como um caráter cristão? Podemos relacionar alguns pontos, que evidentemente, não serão os únicos:

1)          Não se Trata Apenas de Bons Valores Morais

Apesar do cristianismo carregar implicitamente um forte viés moral – pois a Bíblia nos dá parâmetros morais – o caráter cristão não está repousando apenas sobre o fato de ser “bom”. A boa moral está contida, mas de modo algum é o todo. Cada um de nós pode dar exemplos de pessoas que confessam ser cristãs, mas que não são bons exemplos de conduta digna, bem como pessoas não-cristãs que são cidadãos de bem.

2)          O Cristão Genuinamente Bíblico Admite Suas Falhas

 Cada um de nós, sem exceção, é um pecador (Rm 3.23). Todos temos o pecado dentro de nós, e isso produz limitações e consequentemente falhas. A virtude do cristão de caráter é ser transparente, é ter dignidade suficiente para admitir que é limitado e que depende completamente da misericórdia e graça do Senhor.

3)              O Caráter Moldado Cria Controle

Quando nosso caráter entra em fase de maturidade, conseguiremos controlar situações que de algum modo podem manchar a marca de Jesus em nós, afetando nosso testemunho cristão. Neste ponto de plenitude, não haverá espaço para amargura, ira, discórdia, egoísmo, arrogância, discussões, facções. Apesar de – eventualmente – tais coisas ocorrerem, precisam ser enfrentadas e enfraquecidas. Nosso ser por completo, mente, atitude, palavras, precisa ser um meio de culto e adoração permanente (Mc 12.30; Gl 5.22).

O caráter ideal, perfeito a ser formado em nós, é o mesmo que Deus queria desde a fundação do mundo. Ou seja, o caráter de Cristo. Ef 4:24; II Cor 3:18

Como era o caráter de Cristo e quais as virtudes que representavam?

• Convicção no que queria e buscava;
• Firmeza, obstinação e perseverança nos propósitos almejados;
• Senso de Missão. Mt 16:21;

• Ser inabalável, mesmo diante dos opositores, tribulações e ventos contrários. Lc 4:1-13;

• Ser doce e amoroso sem perder a sinceridade e fidelidade;

• Ser a imagem e semelhança do Pai e a Ele obedecer. Jo 10:30

Muitos dos que se declaram Cristãos são como folha seca. Qualquer vento leva: sem palavra, sem convicção, sem objetivos.

Vamos para festa? -Vamos. -Vamos fumar? -Vamos. -Vamos sair atrás de namoradas (os)? -Ora se vamos.
No domingo lá está ele na igreja: “Oh! Glória.” Chega até a chorar. Hipocrisias.

Há um texto no livro de Salmo 11:3 que é um pergunta e diz assim:
“Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?”

Existem coisas que o cristão não pode negociar e nem permutar. São os valores que os fazem dignos de um filho de Deus.

O cristão deve ser um homem de uma só palavra, fiel nos seus compromissos comerciais ou religiosos. Sim, sim, não, não, o que passa disso vem do maligno.

O Justo mesmo com dano próprio não se retrata. Sl 15:4 Cristãos que se mete em dívidas e não paga, e ainda usa de artifícios enganadores, burlando a quem devem, envergonham o nome de cristão que carregam.

Propósito firme em não se macular com as vaidades desta vida, aquilo em que os homens mais se deliciam: fama, poder e riqueza. Nisso se encontram a falência, a derrota e as tristezas de milhões de pessoas que se enveredam por esses caminhos sem retorno.

A Bíblia relata vidas de homens que impactaram o mundo com seu comportamento e sua vida, vejamos alguns:

A Daniel foi oferecido comer das cousas contaminadas por ídolos, do banquete de Nabucodonosor; e ele rejeitou completamente.

A Moisés foi oferecido o poder e a realeza, ele rejeitou para servir ao Deus Todo Poderoso.

José foi tentado sexualmente pela mulher de Potifar. Porém, ele amava seu próximo e temia Deus; fugiu do pecado. Deus honrou a sua fé e fidelidade.

Rispa uma mãe de caráter. II Sm 21:10-14 Éster e Débora, mulheres de caráter. Davi; Neemias.

Propósito firme em não se contaminar com o modismo do mundo. Roupas (Provocantes); Pinturas (Excessivas); consumismo. (Compras desnecessárias). Tia 4:4 “Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele pois, que quiser ser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus. ”

Propósito firme em não retroceder, olhar para trás; não negar a aliança que um dia se fez com Jesus. Mesmo que venham torrentes de tentações, tribulações, lutas, acusações; não saia da presença de Deus. “Aquele que põe a mão no arado…” Lc 9:62 “Lembrai-vos da mulher de Ló?” Lc 17:32


Paulo instrui princípios sadios de como deve ser o comportamento do cristão em várias áreas. O crente deve manter um padrão exemplar de conduta, para que em tudo, Cristo venha a ser glorificado. Primeiramente, somos instruídos de que o “Eu” (aquilo que realmente eu sou) deve ser sacrificado. 

Nenhum comentário: