BEM VINDO A TODOS!

domingo, 31 de agosto de 2014

ESCOLA DOMINICAL NA ADMEP


Hoje na Escola Bíblica Dominical
Foi Recompensador Estar na EBD
Hoje...



ADMEP:
ASSEMBLEIA DE DEUS – MINISTÉRIO ESTUDANDO APALAVRA


Departamento de Escola Bíblica Dominical
31 de agosto de 2014

Lição 9

 

A Verdadeira Sabedoria se Manifesta na Prática
Texto Áureo: Tiago 3.13

Leitura bíblica: Tiago 3.13-18





Introdução: - Nessa lição aprenderemos com o apóstolo Tiago sobre a sabedoria para lidar com as circunstâncias e com as pessoas. O que é sabedoria? Obter informação, ou conhecimento intelectual, não significa adquirir sabedoria. Algumas pessoas são bem inteligentes, mas ao mesmo tempo inaptas para relacionarem-se com outras pessoas, e diante das situações da vida ficam perdidas. Sabedoria é também olhar para vida com os olhos de Deus. A pergunta do sábio é: Em meus passos, o que faria Jesus? Como ele falaria como agiria, como reagiria? Cristo não foi um mestre da escola clássica, foi o Mestre da escola vida, e ainda é para todo o que o ama quer ser sábio. Ensinar a sabedoria é mais importante do que apenas transmitir conhecimento. Tiago está contrastando dois diferentes tipos de sabedoria: e da terra e do céu. Qual sabedoria governa a sua vida? Por qual caminho estamos trilhando? Que tipo de vida estamos vivendo? Que frutos essa estilo de vida está produzindo? A nossa fonte é doce ou salgada (3: 12)?







Professor José Fábio
 Hora da Aula.
 Atentos.... se Alimentando
 A Aula Foi Maravilhosa....
Toda a Classe 
 Sua Primeira Apresentação e sua Professora Danielle Ferraz
 Apresentação do Samuel pela Primeira Vez
 Lore e Prof. José Fábio
 Tayane Brito
 Cíntia e Samuel
 Samuel da Silva
 Sandra Brito
 Matheus Ferraz
Denise Calixto



AS QUALIDADES DA VERDADEIRA SABEDORIA  (Tg 3.17,18)

Agora veremos as características da verdadeira sabedoria

1.  Características da Verdadeira Sabedoria.

a) Mansidão (v. 13) – Mansidão não é fraqueza, mas poder sob controle. A palavra era usada para um cavalo domesticado, que tinha o seu poder sob controle. Uma pessoa que não controle pessoal, não tem domínio próprio não é sábia. Mansidão é o uso correto do poder, assim como sabedoria é o uso correto do conhecimento.

b) Pureza (v. 17) – “Primeiramente pura” mostra a importância da santidade. Deus é santo, portanto, portanto a sabedoria que vem de Deus é pura. Ela é livre de impureza, mácula, dolo. A sabedoria de Deus nos conduz à pureza de vida. A sabedoria do homem conduz à amizade com o mundo.

c) Paz (v. 17) – A sabedoria do homem leva à competição, rivalidade e guerra (Tg 4:1-2), mas a sabedoria de Deus conduz à paz. Essa é a paz produzida pela santidade e não pela complacência ao erro. Não se trata da paz que encobre o pecado, mas da pecado fruto da confissão do pecado.

d) Moderada (v. 17) –  Essa característica da sabedoria do alto trata da atitude de não criar conflitos nem comprometer a verdade para manter a paz. É ter bom senso. É ser gentil sem ser fraco.

e) Tratável (v. 17) – É ser uma pessoa comunicável, de fácil acesso. Jesus era assim: as crianças, os enjeitados, os leprosos, os doentes, as mulheres, os publicanos, as prostitutas, os doutores tinham livre acesso a ele. A Bíblia, entretanto, fala de Nabal, um homem duro no trato com que ninguém podia ser comunicar.

f) Plena de Misericórdia (v. 17) – Essa sabedoria é controlada pela misericórdia. A palavra misericórdia significa lançar o coração na miséria do outro. É sentir ternura pelo necessitado e estender-lhe a mão, ainda que ele nada mereça. A parábola do bom samaritano nos exemplifica esse tipo de sabedoria: Para um samaritano cuidar de um judeu era um ato de misericórdia.

g) Bons frutos (v. 17) – As pessoas que são fiéis são frutíferas. Quem não produz frutos, produz galhos. A sabedoria de Deus é prática. Ela muda a vida e produz bons frutos para a glória de Deus.

h) Imparcial (v. 17) – Uma pessoa que não tem duas mentes, duas almas (1:6). Quando você tem a sabedoria de Deus você julga conforme a verdade e não conforme a pressão ou conveniência.

i) Sem fingimento (v. 17) – A palavra é sinceridade, sem hipocrisia. O hipócrita é um ator que representa um papel diferente da sua vida real. Ele fala a verdade em amor. Não existe jogo de interesse, política de bastidor.

2.   O fruto da justiça (v.18).

O fruto da justiça é colhido pelos que semeiam a paz.” Esse é o sentido mais adequado a esse versículo. A colheita da justiça acontece onde há sabedoria de Deus, que promove a verdadeira paz. Esse é o resultado da sabedoria de Deus, a justiça. A vida cristã é uma semeadura e uma colheita. Nós colhemos o que semeamos. O sábio semeia justiça e não pecado. Ele semeia paz e não guerra. O que nós somos, nós vivemos e o que nós vivemos, nós semeamos. O que nós semeamos determina o que nós colhemos. Temos que semear a paz e não problemas no meio da família de Deus.


CONCLUSÃO:

1.Como poderemos conhecer uma pessoa sábia? Uma pessoa sábia é sempre uma pessoa humilde. Aquele que proclama as suas próprias virtudes carece de sabedoria.

2.Como poderemos identificar uma pessoa que não tem sabedoria? Suas palavras e atitudes provocarão inveja, rivalidades, divisão, guerras.



             
 Professor, José Fábio






Hoje Somos Mais....
Glória a Deus.

Nenhum comentário: